O falso bonzinho

O poema atende ao pedido de uma pessoa  que pediu para não revelar o nome.  A í está, de acordo com as descrições repassadas por ela. Espero que goste.

Por Inez Freitas

Ele chega e te encanta
Fala palavras que deseja ouvir
Sempre cordial
É um anjo à primeira vista

Estabelece boas relações
E com elas jamais  brigar
Mas não se engane
É simulação da falsa bondade

Na realidade seu objetivo quer alcançar
E as defesas femininas destruir
Don Juan de Moliére
Exemplo clássico do falso bonzinho

As suas presas ao conquistar De lado as largava
Comprovando que falso bonzinho
Não tem época nem lugar

O falso bonzinho
Preocupa-se só consigo mesmo
Ganha sua  confiança
E jamais se envolve

Então, cuidado
Porque ao seu lado
Pode ele estar
Pronto para te valorizar
E depois largar.

Anúncios

2 pensamentos sobre “O falso bonzinho

  1. De fato pode haver os falsos bonzinhos, mas eles não conseguem manter a máscara por muito tempo. Sempre se traem. Mas lembre-se, às vezes nós paramos para pensar no quanto amamos alguém e no quanto esse alguém nos é importante e não sabemos explicar, não sabemos sequer quantificar esse amor todo…
    Já tentou dizer isto a ele? Quem sabe não seja a solução deste impasse.
    Lindo o seu poema!

  2. Temos que ter a certeza racional, acima de qualquer razão, e evitarmos estes tipos que se acham, mas no fundo são cafajestes como todos os outros.
    Adorei o blog e fico fã
    bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s