“e agora não morres porquê?
morres sempre neste dia porque
não morres outra vez?
raios te partam estupor de um raio.
tens de morrer mais uma vez que seja.
não percebes que se não voltares a morrer não voltas a viver nunca mais?
tens de voltar para voltar a morrer.
é sempre nova a maneira como se morre.
é preciso é morrer mais.
senão não se volta não se morre de novo e sempre que se morre é novidade.
estupor de um raio. morre.
e agora não morres porquê?
morres sempre neste dia porque não voltas a morrer? s
ó mais uma vez.
estupor de um raio.”
PS – O texto não é meu. Li em algum, lugar, gostei e esta semana desejei que alguém morresse e continuo desejando, então, aqui está a materialização do meu desejo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s