Sexo frágil

Hoje parei e comecei a meditar: mulher é um bicho estranho mesmo. E olha que faço parte desta classe e reconheço que não é fácil afirmar que somos estranhas.
Nunca estamos satisfeitas e por isto jamais nos acomodamos.
E esta estranheza, inquietude, que nos levou e nos levará mais longe ainda, aonde nunca pensamos chegar.
Gosto de pensar nisto.
Entretanto, uma coisa me incomoda: não gosto e nem quero ser igualada ao homem. Quero, pelo menos, de vez em quando, ser tratada como o sexo frágil, chorar em um ombro mais forte, de preferência bem musculoso e cheiroso.
Quero ser protegida e amparada por braços fortes e ser aconchegada a um corpo viril.
E que, pelo menos de vez em quando, o sexo mais forte pague a conta, quando sairmos, mesmo que seja eu que convide.
Que uma vez na vida e outra na morte, me cubra de mimos e me presenteie com flores. E a mulher que disser que não quer isto é burra mesmo ou mal amada. Sei lá ou tem outras preferências.
Que este homem não precise dizer que me ama, mas que eu sinta com suas atitudes, que possam ir de lealdade a sinceridade.
E caso isto não aconteça, então, que eu me divirta sem sofrer dos males do amor.
E se por um acaso um dia eu cruzar com a FDP que queimou o sutiã em praça pública (o que acho difícil) que Deus me dê, em sua infinita sabedoria, um mínimo de paciência para compreende – lá e jamais forças, pois caso contrário eu darei a ela a devida surra que merece, pois ainda gosto e curto um sutiã bonito para vê-lo sendo queimado em praça pública e justamente em nome da maldita independência feminina, que é entendida como tudo, exceto com o fato de sermos apenas mulheres com nossos direitos e deveres.
Quero o direito de acompanhar lado a lado o homem em sua jornada.
Quero o dever, de vez em quando, de ser apenas o sexo frágil.

Anúncios

Um pensamento sobre “Sexo frágil

  1. O Sexo frágil é relativo dependendo do lado em que se está. Conheço mulheres que são muito mais forte do que muito homem.
    O homem que tentar compreender uma mulher, ainda não teve a chance de conhecer uma de verdade. Pois só conhecendo uma mulher de verdade a gente aprende que tentar compreender este universo feminino é pura perda de tempo. Pois as mulheres não foram feitas para serem compreendidas e sim respeitadas.
    Mulheres tem variações de humor em milésimos de segundo, riem e choram com a mesma facilidade (ou voracidade). E não precisam de motivos para isso.
    O Sexo frágil já não é tão frágil assim. Antes de tudo são sensíveis, práticas e perfeitas.
    Quando tem seus momentos de mau humor, não adianta perguntar o que aconteceu. Geralmente nem elas sabem porque. Da mesma forma quando uma mulher estiver triste, não adianta perguntar o que houve. Plagiando o Lenine, simplesmente “abrace”.
    Mulheres gostam de se sentirem seguras, gostam de atenção, gostam de se sentirem o centro das atenções …. Mas não exagere, elas podem se sentir sufocadas.
    Mulheres …Não tente entender .. apenas fique por perto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s